A União das Escolas de Samba Paulistanas (UESP) é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 10 de setembro de 1974 com objetivo de unir as Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos e representá-los junto ao poder público.

Atualmente, A UESP congrega 58 agremiações e é presidida por Alexandre Magno (Nenê). A “Matriz do Samba” integra o Conselho Municipal de Cultura e é filiada à Confederação Brasileira de Escolas de Samba e à Federação Nacional das Escolas de Samba (Fenasamba).

O Carnaval Oficial de Bairros da cidade de São Paulo pela UESP mobiliza milhares de pessoas, gera empregos e beneficia o comércio local durante o evento, que cresce a cada ano atraindo milhares de pessoas.

A infraestrutura para a realização dos eventos envolve diversos serviços como segurança, logística, equipe médica, produção artística, entre outros.

Além de organizar os desfiles, a “Matriz do Samba” desenvolve projetos em conjunto com suas filiadas visando a construção e o fortalecimento das comunidades e a valorização da cultura popular brasileira, por meio da realização de diversos eventos como o “Dia Nacional do Samba”, escolha do Cidadão e Cidadã do Samba Paulistano, concurso “Miss Uesp”. Criou e mantém a Escola de Formação de Avaliadores de Carnaval (EFA), a Embaixada do Samba e o Centro de Documentação e Memória do Samba.

UESP em números

  • 3 bairros de São Paulo
  • 500.000 expectadores
  • 58 agremiações filiadas
  • 500 profissionais envolvidos na coordenação
  • 400 seguranças particulares
  • 1.000 policiais militares
  • 100 policiais civis
  • 8 ambulâncias e 8 equipes médicas
  • 300 banheiros químicos

Missão

Servir como referência de instituição cultural e colaborar assiduamente para o desenvolvimento da arte por meio de uma das festas de maior expressão popular brasileira, que é o Carnaval.

Visão

Promover, amplo acesso cultural, na cidade de São Paulo, através da organização do carnaval, difundindo, preservando e resgatando a tradição e memória do Samba paulista com ética e transparência, agregando valores a sociedade como todo.

Valores

Democratizar a cultura com responsabilidade social.

Embaixada do Samba Paulistano

Fundada em 29 de setembro de 1995, a Embaixada do Samba Paulistano é um grupo seleto de sambistas reconhecidos por seus serviços prestados à cultura e ao samba paulista.

Os Embaixadores do Samba são credenciados administrar, palestrar e representar o samba em atividades e eventos sociais.

A presidente da Embaixada é Laura Iris (Laurinha). O casal de Cidadão e Cidadã Samba 2018: Edison do Brado e Maria Antonia Dias.

Centro de Documentação e Memória do Samba

Criado em 1999, o Centro de Documentação e Memória do Samba, mantido na UESP, disponibiliza livros, discos, vídeos, fotografias e quadros sobre a história do carnaval e das escolas de samba de todo o Brasil.

Escola de Formação de Avaliadores de Carnaval

A Escola de Formação de Avaliadores foi criada em 2016 pela UESP com o intuito de formar profissionais na área carnavalesca. É pioneira na realização de cursos de formação e de reciclagem de avaliadores. Anualmente, são formados cerca de 100 avaliadores.

O objetivo é de garantir a formação e a atualização de avaliadores, visando aprimorar aspectos de conduta, aumentar o repertório sobre a história do carnaval, desenvolver senso crítico, fornecendo orientações técnicas relativas aos critérios de balizamentos para os quesitos e tratar sobre os direitos e deveres do avaliador.